O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

Polícia Rodoviária Federal (PRF) já identificou motorista que não prestou socorro.

Um motociclista de 45 anos morreu na hora em um acidente na Rodovia do Xisto, BR-476, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Ele foi colhido na traseira pelo motorista de um carro que fugiu ao notar que o motociclista caiu no chão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já identificou esse motorista.

O acidente aconteceu próximo a ponte do Rio Iguaçu, por volta das 4h30, na pista sentido Curitiba. O policial rodoviário federal Cristiano disse à Banda B que o atendimento foi bastante rápido, mas a vítima já estava morta.

“Fomos acionados para um atropelamento, mas quando chegamos vimos que tinha uma motocicleta jogada no canto. O automóvel colidiu contra a traseira da moto e fugiu, logo em seguida. Mas a gente conseguiu identificar o motorista, uma testemunha pegou a placa”, contou.

Para ele, o horário e as condições climáticas contribuíram para o acidente. “Nesse horário baixa uma cerração muito forte, provavelmente, isso pode ter sido uma das causas”, finalizou o policial.

O motociclista teve traumatismo craniano e morreu antes da chegada do socorro. Já o motorista foi identificado e será intimado a comparecer na delegacia para prestar esclarecimentos. Omissão de socorro é crime previsto no Código Penal e a pena pode variar de detenção, de um a seis meses, ou multa.

O confronto aconteceu embaixo do viaduto do Contorno Leste para o acesso a Avenida Dom Pedro II, em Quatro Barras

Confronto aconteceu no começo da noite, com policiais da Rotam.

Fortemente armados com fuzis, bandidos tentaram enfrentar policiais militares no começo da noite deste domingo (11) e a ideia não deu certo. Cinco morreram no confronto, que aconteceu embaixo do viaduto do Contorno Leste, a BR-116, na Avenida Dom Pedro II, em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Segundo a Polícia Militar (PM), os bandidos tentaram fugir de uma abordagem de uma equipe da Ronda Tático Motorizada (Rotam). “Os policiais foram mais rápidos e seguiram. Houve confronto e, infelizmente, quatro morreram num Voyage e outro num Peugeot”, disse o capitão Aires, do 22º Batalhão.

Os dois veículos, conforme a PM, eram roubados. O Voyage tinha sido levado em assalto no bairro Pinheirinho, em Curitiba. Os veículos estavam com as placas trocadas para despistar a polícia.

 

Bem armados

Dois fuzis e duas pistolas foram aprendidos. Bandidos também estavam com vários carregadores. Foto: Colaboração.
 

Dois fuzis e duas pistolas foram aprendidos. Bandidos também estavam com vários carregadores. Foto: Colaboração.

O que mais chamou a atenção dos policiais foi o fato de que, com os bandidos, foi encontrado armamento pesado. “Eles estavam muito bem armados. Qual a finalidade deles, não sabemos, mas portavam dois fuzis, uma pistola e um revólver”, contou.

Além do armamento, os homens estariam com coletes à prova de balas. “Dois deles também usavam luvas cirúrgicas. Possivelmente tinham a intenção de despistar vestígios de uma possível perícia futura, evitar que fossem identificados pela digital”, explicou o capitão.

Apreensões

Todo o armamento que estava com os mortos foi apreendido. Os fuzis, a pistola e o revólver devem ser encaminhados à Polícia Civil. No local do confronto, nenhum dos bandidos foi identificado, mas conforme a identificação for feita, os policiais vão poder confirmar qual ação criminosa os indivíduos preparavam.

A perícia no local foi feita por uma equipe da Polícia Científica. Apesar da ação ousada e do risco que os policiais da Rotam correram, nenhum PM ficou ferido. Policiais da Corregedoria Geral da Polícia Militar também estiveram no local e fizeram todos os registros necessários para que um procedimento interno (de praxe) seja aberto para apurar o confronto.

Segundo a polícia, dois homens passaram de bicicleta e atiraram contra o homem, que morreu na hora.

 

 

Um haitiano foi morto a tiros na noite deste sábado (25) em Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba). Horas depois, um outro rapaz foi baleado na mesma cidade.

Segundo informações da rede News 24 Horas, o haitiano era um morador de rua e usuário de drogas. Ele estava na rua Belo Horizonte, no bairro Alto Tarumã, quando dois homens passaram por ele e atiraram duas vezes. O rapaz morreu na hora.

Foto: Rede News 24 Horas

Foto: Rede News 24 Horas

Já o outro crime foi na rua Delfim Moreira, no bairro Vila Amélia. O rapaz foi baleado na cabeça, mas não morreu; chegou a ser socorrido e encaminhado em estado gravíssimo a um hospital.

Um crime brutal chocou moradores do município de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, no início da madrugada desta quarta-feira (25). Péricles Santana Pereira, 39 anos, motorista do aplicativo Uber, chegou em sua residência na Rua Daniel Schulz, no bairro Alto Tarumã, e, fora de si, assassinou a esposa na frente das três filhas pequenas de 3, 4 e 9 anos. Tatiane Pereira da Silva, 26 anos, foi acessado por várias faixas e morreu antes da era do socorro. Depois de matar a esposa, Péricles esfaqueou o cunhado no braço e fugiu.

Péricles foi até Curitiba, não Bairro Alto, na casa de sua mãe e tentou matar seu tio e sua mãe. A Polícia Militar chegou rapidamente na residencia e prendeu o rapaz, que confessou o crime.

De acordo com informações da Polícia Militar, apresentou sinais de drogas. Familiares relataram que ele é usuário. Péricles relatou aos policiais com ordens do diabo para cometer os crimes. Ele foi entregue na Central de Flagrantes em Curitiba.

Vizinhos relataram que Péricles era violento e brigava muito com Tatiane, pois tinha muito ciúmes dela.

Como três filhas do casal foram entregues para os avós. 

J.D.O, 35 anos, foi preso pela Delegacia de Pinhais na tarde de segunda-feira (25), suspeito de cometer cinco estupros. O homem foi localizado na residência de parentes, bairro Parque da Fonte, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

A polícia chegou até o suspeito depois que recebeu uma denúncia anônima sobre o seu paradeiro. Ao se deslocar até o local informado, a equipe policial encontrou o suspeito, que não esboçou reação no momento da prisão. Oliveira possuía um mandado em aberto expedido pela Justiça.

Um dos crimes de estupro cometidos pelo investigado, aconteceu em dezembro do ano passado, na Vila Maria Antonieta, quando o homem teria abordado uma mulher, de 41 anos, que estava em um ponto de ônibus.

Outro caso que vitimou uma mulher, de 31 anos, ocorreu no bairro Pine Ville, em março deste ano, onde a vítima teria sido abordada pelo suspeito, também em um ponto de ônibus. Após cometer o crime, o homem chegou a roubar os pertences da vítima.

Dos outros três casos de estupro, dois ocorreram em Curitiba onde as vítimas reconheceram o suspeito sendo o autor do crime, em 100% de reconhecimento, sendo que o terceiro caso continua sendo investigado tendo o homem apontado como principal suspeito.

De acordo com investigações, em todos os cinco casos o suspeito agiu da mesma forma. “Este homem abordava as vítimas sempre no inicio da manhã, em regiões afastadas, chegando de bicicleta e armado, dando voz de assalto e levando as vítimas até um local afastado e cometendo o estupro”, explica o delegado-adjunto da Delegacia de Pinhais, Silas Roque dos Santos.

O suspeito responderá pelo crime de roubo e estupro. Somadas as penas, caso seja condenado, o investigado poderá pegar até 90 anos de prisão. Ele permanece preso à disposição do Poder Judiciário.

Em parceria com o aniversário da Polícia Civil com o início do trabalho (164 anos) e os 83 anos da Escola Superior da Polícia Civil (ESPC), uma iniciativa de eventos comemorativos como inscrições para o Campeonato de Tiro Misto ea XIV Corrida da Polícia Civil . 


CAMPEONATO DE TIRO MISTO - À medida que são inscrições são fornecidas entre os dias 20 a 28 de julho e jornada de policiais do estado do Paraná, além de convidados. A competição será em equipes, formadas por três integrantes, sendo obrigatória a participação mista, entre homens e mulheres. A disputa sera realizada em duas etapas. 

A primeira fase classificatória nas cidades de Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu. Como cinco primeiras equipes são classificadas para concorrerem a etapa final no dia 1º de setembro, sem estande de tiros da ESPC, na capital. Como inscrições são limitadas para 90 pessoas, sendo que cada cidade terá 30 vagas. 

À medida que os equipamentos são fornecidos por inscrições por e-mail. Etapa de Curitiba: [email protected]Etapa de Londrina: [email protected] e etapa Foz do Iguaçu: [email protected] Não existe taxa de inscrição.

XIV CORRIDA DA POLÍCIA CIVIL - A corrida que acontecerá no dia 3 de setembro e aberta ao público. Como saídas são marcadas para as 8h da manhã na frente da ESPC. Como inscrições são fornecidos entre os dias 19 de julho e 25 de agosto. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, Para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Mais informações nos links abaixo. Serão duas provas, cinco e dez. Podem participar do evento homens e mulheres, a partir de 15 anos, para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de cinco milhas a partir de 16 anos, para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo. Para uma prova de dez milhas. Políticas civis terão desconto na taxa de inscrição. Mais informações nos links abaixo.

Http://www.policiacivil.pr.gov.br/arquivos/File/ASS_IMPRENSA/01.pdf

Link corrida: https://www.ticketagora.com.br/e/Xiv-Corrida-De-Rua-Da-Policia-Civil-Do-Parana-4550?origem=TICKETAGORA&campanha=

Quem vai aproveitar o feriado de Páscoa para viajar deve redobrar a atenção com as condições do trânsito nos próximos dias. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) divulgou nesta quarta-feira (12) os horários de pico previstos nas rodovias paranaenses durante a Operação Páscoa.

A estimativa é que o fluxo nos mais de 13 mil quilômetros de rodovias do Paraná aumente em 50% em determinados períodos.

As maiores concentrações de veículos estão previstas na quinta-feira (13) a partir das 14 horas, na sexta das 7h às 14h, no domingo após o meio-dia e na segunda entre 6h e 10h.

A recomendação da PRE e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) é que os motoristas procurem horários alternativos. “A Páscoa é tradicionalmente uma data em que muitas pessoas utilizam as rodovias para visitar os familiares de outras cidades. Nossa dica é que o motorista descanse bem antes de viajar, respeite os limites de velocidade e, caso seja possível, viaje em horários alternativos ao de pico”, explica o tenente-coronel Antônio Zanatta Neto, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária.

Para atender essa demanda e acompanhar as condições da rodovia, a PRE contará com 58 postos e mais equipes de apoio nos horários de maior fluxo durante os cinco dias da operação. “Todas as ações desenvolvidas pela Polícia Rodoviária visam preservar a vida, nosso maior patrimônio”, acrescenta o tenente-coronel.

FISCALIZAÇÃO – além dos postos de atendimento, a Polícia Rodoviária irá reforçar as ações para coibir as infrações nas rodovias. Durante a Operação Páscoa, serão 42 aparelhos de radar móvel fotográfico operando em diferentes pontos das rodovias do Paraná.

Os policiais também vão contar com cerca de 70 etilômetros para identificar motoristas que estão dirigindo sob a influência de álcool. As penas para quem comete esse tipo infração é de multa de R$ 2.934,70, suspensão da carteira de habilitação e retenção do veículo.

Na Operação Páscoa de 2016 foram feitos 1.309 teste etilométricos e 31 motoristas foram flagrados dirigindo embriagados ou de outra substância psicoativa. O caso também é considerado crime de trânsito com desdobramentos civis e criminais, que pode receber pena de seis meses a três anos de detenção.

(Foto: Allan Costa / Rede Massa) - Jovem é executado com vários tiros na Vila Amélia

(Foto: Allan Costa / Rede Massa)

Um jovem de 23 anos, identificado como Rafael Benvenutti, foi assassinado a tiros na noite desta quinta-feira (6), enquanto caminhava pela Rua Costa e Silva, na Vila Amélia, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Segundo informações, a vítima foi abordada por dois indivíduos em um veículo quando um deles desceu armado e efetuou mais de dez tiros.

O jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. De acordo com a Polícia Militar, o rapaz é ‘figura conhecida’ pelos policiais e acumula passagens pela polícia.

O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Pinhais investiga o caso.

 

Informação é do diretor do Departamento Penitenciário do Paraná.
Agente penitenciária é mantida refém Piraquara deste a noite de quinta (9).

 

Após um policial detonar um dispositivo de fumaça no Presídio Central Estadual Feminino de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã desta sexta-feira (10), todas as detentas se rebelaram, de acordo com o diretor do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), Luiz Alberto Cartaxo.

Segundo Cartaxo, a tropa de choque da Polícia Militar (PM) entrou na parte do presídio onde as presas estavam concentradas para adotar os procedimentos para a libertação da agente penitenciária mantida refém, quando o policial detonou o dispostivo de fumaça. A partir de então, a rebelião tomou conta da unidade.

O diretor do Depen disse que a penitenciária tem aproximadamente 400 detentas

No início da manhã, conforme o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), entre 180 e 190 presas estavam rebeladas, das galerias B e C. O número também tinha sido confirmado por Cartaxo.

Às 14h15, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou que a negociação continuava para o fim da rebelião e a libertação da refém.

Como começou
De acordo com o Sindarspen, uma agente penitenciária começou a ser feita refém no início da noite de quinta (9). Ela foi chamada por uma detenta que estava gritando e que a rendeu com um pedaço de caco de vidro.

A presa pegou o molho de chaves da agente penitenciária e abriu todas as celas da galeria C, que abriga 120 presas.

Ainda segundo o Sindarspen, presas da galeria B também se rebeleram.

Negociação
Uma equipe de negociação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) está local desde a noite de quinta-feira, quando a confusão começou.

Além do Bope, também estão no presídio representantes da chefia do Depen, da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil e do Conselho da Comunidade na Execução Penal da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.

Nota do Departamento Penitenciário do Paraná
O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) informa que retomou as negociações com as presas da Penitenciária Feminina de Piraquara após um incidente dentro da unidade – quando foi detonado um artefato. O Diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo de Moura, assim como o juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), estão se deslocando até a unidade prisional para ouvir as reivindicações das presas.

Desde o fim da tarde de quinta-feira (9) uma agente penitenciária é feita refém. Até o momento não há informações sobre feridos. Por questão de segurança, algumas detentas que estavam isoladas (seguro) foram transferidas.

Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), unidade de elite da Polícia Militar, estão à frente da negociação com as presas. A Direção da unidade prisional e o SOE (Seção de Operações Especiais) acompanham as negociações.

Por motivo de segurança dos familiares, as visitas foram suspensas no Complexo Penitenciário de Piraquara até que seja restabelecida a normalidade.

A Penitenciária Feminina de Piraquara tem capacidade para 370 detentas e abriga atualmente 440.

Presídio Central Estadual Feminino de Piraquara (Foto: Dulcineia Novaes)Detentas do Presídio Central Estadual Feminino de Piraquara se rebelaram (Foto: Dulcineia Novaes)

Um taxista que estava na fila de táxi na Millenium em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na madrugada desta segunda (13), foi atingido por uma bala perdida na perna.

Um rapaz entrou no carro e começou uma discussão com outras pessoas que estavam em outro carro, quando começou um tiroteio. Um dos tiros acertou a perna do taxista que foi socorrido por colegas de trabalho  e levado até o hospital Cajuru. Ele não corre risco de morte.

O carro que participou do tiroteio na fuga acabou colidindo o carro no portão da Subway na Rodovia João Leopoldo Jacomel. 

(Foto: João Carlos Frigério/Plantão190) - Três jovens são baleados em Pinhais

(Foto: João Carlos Frigério/Plantão190)

Três jovens forma baleados na noite desta terça-feira (24) no bairro Vargem Grande, em Pinhais. De acordo com informações de uma testemunha, um grupo de aproximadamente 10 jovens estava reunido na esquina das ruas Aluísio de Azevedo e Rui Barbosa quando um veículo se aproximou e um dos ocupantes efetuou vários disparos. 

Três jovens foram atingidos pelos tiros. Um deles foi socorrido por amigos e encaminhado ao Hospital Angelina Caron. Outro foi socorrido pelo SIATE e encaminhado ao Hospital do Trabalhador. O terceiro foi encaminhado pelo SAMU ao Hospital Cajuru. O estado de saúde do trio era estável. 

Até o momento, a polícia não tem pista de quem são os autores dos disparos.

 

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

tudoPinhais@gmail.com

 

Facebook