O Jornal mais lido de Pinhais

Get Adobe Flash player

Criança teve oportunidade de conversar com os guardas e tirou uma foto com a equipe

 

No início da noite da última terça-feira (15), durante patrulhamento no bairro Maria Antonieta, a viatura da Guarda Municipal de Pinhais (GM) passava por uma rua quando viu em frente a uma casa um menino que ficou esperando a viatura passar em frente ao imóvel para dar um “boa noite” aos guardas. Surpreendida com a simpatia e receptividade da criança, a GM resolveu retribuir a atenção parando a viatura para bater um papo com o garoto.

A equipe conheceu o pequeno Matheus, de 11 anos, e descobriu que ele é um admirador das forças policiais, além disso, tem o sonho de ser policial e quer ser aprovado no Colégio Militar. Esse desejo iniciou há alguns anos quando Matheus ganhou de sua madrinha um livro que aborda sobre o trabalho dos policiais e que orienta sempre que uma criança ver um policial militar, civil ou guarda, a cumprimentá-lo.

O tempo não foi longo, mas foi uma oportunidade para a criança conversar com os guardas municipais, contar o seu sonho, agradecer a atenção, e claro, fazer uma foto com a equipe, o supervisor Freitas e os guardas Alan e Carvalho. Para alegria de Matheus esse foi só o primeiro encontro, pois ele foi convidado para conhecer a sede da GM de Pinhais, após o fim da pandemia, para ver as instalações, viaturas, equipamentos e outros integrantes da corporação.

Acostumado a presenciar diversos tipos de ocorrências, essa foi uma situação surpreendente e recompensadora, conta o supervisor Freitas. “Quando vimos à criança em frente ao portão e ele nos cumprimentou, fizemos questão de voltar para conhecê-lo e conversarmos. Sem dúvida para o menino foi um momento inesquecível. Depois a mãe dele nos ligou, nos agradeceu pela atitude porque ele estava realmente emocionado. Embora seja algo tão simples, para nós é extremamente gratificante, por isso, fizemos questão de conversar com Matheus e deixar uma mensagem para estudar muito para alcançar seus objetivos e sempre trilhar o caminho do bem”, afirmou o guarda.

A simplificação visa diminuir o tempo necessário para a análise e aprovação de projetos

 

A Prefeitura de Pinhais, por meio da Secretaria de Urbanismo (Semur), implanta a aprovação simplificada de projetos para alvará de construção e regularização. A partir da próxima segunda-feira, 28 de junho, as solicitações deverão ser apresentadas em acordo com o modelo simplificado. Todas as orientações estão disponíveis no site da Prefeitura e seguem o Decreto 312/2021, publicado no mês de abril.

De acordo com o diretor do Departamento de Urbanismo, Francisco Silva Ceolin, todos os projetos de edificações novas e regularização de edificações existentes devem ser apresentados apenas no novo formato. “É importante ressaltar que essa simplificação visa diminuir o tempo necessário para a análise e aprovação”, salienta.

“Agora, o responsável técnico deve apresentar apenas uma prancha única do projeto simplificado, conforme modelo disponibilizado no nosso site, contendo implantação, estatística, planta baixa e cortes esquemáticos, constando os coeficientes do que será edificado, atendendo às exigências da legislação municipal como o Código de Obras, Zoneamento e demais normas técnicas, ficando os demais requisitos da obra sob a responsabilidade do profissional”, explica Michelle Marcelo Fonsaka, uma das responsáveis pela implantação.

“O próximo passo é a aprovação digital dos projetos e a possibilidade de abertura do processo pelo portal cidadão, com o envio dos documentos referentes à obra em formato digital”, complementa.

Serviço

O Plantão Técnico para informações referentes à aprovação de projeto e alvará de construção acontece todas às terças e quintas-feiras, das 9h às 12h e das 13h às 16h. É necessário fazer agendamento pelos telefones 3912-5173 / 3912-5174. Endereço: Avenida Camilo Di Lellis, 453, no bairro Centro.

Para mais informações, acesse o decreto 312/2021 no link:

https://pinhais.atende.net/?pg=diariooficial&texto=37749&edicao=1284

Para acessar os modelos simplificados:

https://pinhais.atende.net/subportal/urbanismo/pagina/alvara-de-construcao-projeto-simplificado

As vacinas estão disponíveis nas unidades de saúde, enquanto houver disponibilidade de doses

 

Pinhais ampliou a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população, a partir desta terça-feira (22). A vacina está sendo aplicada em todas as unidades de saúde, enquanto houver disponibilidade de doses.

É necessário respeitar o intervalo de 14 dias entre a aplicação da vacina contra a gripe e a aplicação da vacina contra Covid-19. Para se vacinar, é obrigatória a apresentação de documento pessoal e é importante levar a carteira de vacinação (em caso de criança) para que seja realizada a atualização.

A imunização contra a influenza não previne o contágio pelo coronavírus, mas pode ajudar a facilitar os diagnósticos da Covid-19, além de diminuir a procura por serviços de saúde.

A ação foi organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com realização do Governo do Estado, por meio do CastraPet Paraná

 

Entre os dias 17 e 19 de junho, a Prefeitura de Pinhais realizou mais uma edição do Mutirão de Castração. Ao todo, 520 animais, entre cães e gatos, foram atendidos na ação organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), com realização do Governo do Estado, por meio do CastraPet Paraná, iniciativa da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. 

Segundo especialistas, a castração em cães e gatos, além de evitar a reprodução descontrolada, ajuda a prevenir algumas doenças, entre elas o câncer. E pensando nisso, Pinhais tem, cada vez mais, ampliado o acesso à castração gratuita como uma das ações da causa animal desenvolvidas pela Semma. 

A diretora da Divisão de Bem Estar Animal de Pinhais, Solange Marconcin, explica que a castração faz parte de um conceito maior, que é a Saúde Única. “O nosso Programa de Castração é um dos pilares de um programa mais específico de manejo populacional, os quais incluem não só a castração, mas também a microchipagem dos animais, a verificação de denúncia de maus tratos e a questão da adoção. Então, tudo isso faz parte de um sistema maior que a gente chama de saúde única, para proporcionar bem-estar para os animais e para a população e também para o meio ambiente”, explicou a médica veterinária. 

A prefeita Marli Paulino reforçou a importância desta ação, uma vez que vai ao encontro das iniciativas já desenvolvidas pela Prefeitura de Pinhais. “Agradecemos a parceria com o Governo do Estado, também ao deputado Michele Caputo pela emenda. Aproveito mais uma vez para destacar o trabalho da nossa Secretaria de Meio Ambiente que também faz os mutirões de castração e tantas outras ações de causa animal e guarda responsável”,  declarou a prefeita de Pinhais. 

O deputado estadual Michele Caputo, autor da emenda parlamentar que viabilizou a realização do Mutirão de Castração, esteve presente no primeiro dia do evento; assim como a vice-prefeita, Rosa Maria; a secretária de Meio Ambiente, Rosana Boeira Ilhéu e a secretária de Assistência Social, Rosangela Batista da Silva Duarte. 

Além do espaço público, obras de mobilidade foram feitas no seu entorno

 

A Prefeitura de Pinhais, por meio das Secretarias de Obras Públicas (Semop) e de Meio Ambiente (Semma), revitalizou a Praça Pública localizada ao lado do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI Vó Margarida), no Pineville. 

Equipe da Semop executou os trabalhos de mobilidade na região, como a criação de estacionamento, construção de calçadas ecológicas - permeáveis e que contribuem com a absorção da água pluvial e pavimentação na Rua Vereador Claudinez Reginaldo. 

Além do paisagismo, a equipe da Semma realizou o restauro dos equipamentos da academia ao ar livre, do parquinho infantil e dos bancos. A Praça teve ainda a substituição do alambrado e pintura da quadra poliesportiva, está também recebeu novas traves e tabela de basquete.

Para apresentar o diagnóstico e os resultados obtidos nos fóruns comunitários, a audiência pública ocorrerá no dia 23 de junho

 

O site do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDU) de Pinhais disponibilizou para consulta o relatório de “Caracterização e Diagnóstico Técnico”. O documento foi elaborado pela empresa Tese, contratada para a revisão do plano, com o apoio da equipe técnica da Prefeitura.

Este relatório é parte da 3ª Etapa do processo de revisão do PDU e pode ser consultado pelo endereço eletrônico: www.planodiretorpinhais.com.br/etapa-3.

O diagnóstico apresenta o levantamento dos dados do município, disponibilizados pela Prefeitura e outras fontes de informação oficiais, como por exemplo, IBGE, IPARDES, pesquisas científicas e levantamentos em campo. Os dados foram analisados pelos consultores especialistas em diversas áreas do conhecimento e estão separados de acordo com os aspectos regionais, ambientais, socioespaciais, socioeconômicos, institucionais e de infraestrutura e serviços públicos municipais.

Os trabalhos desenvolvidos nesta etapa objetivam a caracterização e a análise da situação do município de Pinhais frente à dinâmica de ocupação do espaço urbano, identificando os principais problemas, conflitos e suas potencialidades para a concretização da revisão do Plano Diretor do município.

Inscrições para Audiência Pública

Para apresentar este diagnóstico e os resultados obtidos nos fóruns comunitários promovidos no mês de abril, a Prefeitura de Pinhais realizará, no dia 23 de junho, quarta-feira, a 2ª Audiência Pública para a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano. O evento inicia às 19h no auditório do Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cenforpe), localizado na Avenida Iraí, nº 696, bairro Jardim Weissópolis. A audiência será transmitida pelo Facebook e YouTube da Prefeitura, podendo o município participar de maneira virtual.

Os munícipes interessados em participar presencialmente devem acessar o site do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (www.planodiretorpinhais.com.br) e efetivar a inscrição, clicando no banner que aparece na primeira página ou acessando o link abaixo: https://www.planodiretorpinhais.com.br/event-details/2-audiencia-publica-do-plano-diretor.

Dois policiais militares seguem em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Evangélico Mackenzie. Eles estavam na explosão que ocorreu no sábado (19), em um barracão na Rua Jandaia, bairro Emiliano Perneta, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

A cabo Katia Regina Queiroz Bueno, de 46 anos, e o sargento Mauricio Kaliberda, 57 anos, orientavam dois empresários do Taiwan no estande de tiro. Segundo informações do hospital, o sargento teve 50% do corpo queimado e a cabo teve 75% do corpo queimado e precisaram de internamento na UTI. Quanto aos taiwaneses, os hospitais que os atendem não foram autorizados para informar a condição clínica.

De acordo com a PM, a explosão pode ter sido causada por excesso de pólvora no estande. Apesar disso, as causas serão investigadas pela Delegacia de Armas e Munições (Deam), da Polícia Civil.

O delegado André Feltes, esteve no local da explosão e relatou que o estabelecimento funcionava de maneira irregular, pois não tinha alvará e outros documentos. “A ausência desse alvará e de todos os documentos que são necessários para regular o funcionamento da atividade gera uma infração administrativa”, relatou o delegado no Boa Noite Paraná da RPC que aguarda o laudo da Polícia Científica para definir o que pode ser instaurado contra a empresa.

O que diz a empresa

O barracão pertence a uma empresa de airsoft, que é um jogo desportivo em que os jogadores participam de simulações de operações policiais, militares ou de mera recreação, com uso de armas de pressão que atiram projéteis plásticos não letais, utilizando-se frequentemente de táticas militares. É praticado em ambientes fechados ou ao ar livre, frequentemente em áreas de grande extensão.

Marluz Dalledone, advogado da empresa, admitiu que a empresa não tem o alvará citado pela Polícia Civil, mas afirmou que o local tinha as demais autorizações da prefeitura, Exército e Corpo de Bombeiros. “Este estande não era aberto ao público, e o que estava sendo feito hoje era um uso de pessoas ligadas à empresa”, disse em entrevista para a RPC.

Em nota, o Exército informou que está instaurando um processo administrativo para apurar supostas irregularidades no trato com produtos controlados. Já a prefeitura de Pinhais disse que o estabelecimento tinha alvará para intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, comércio de armas e munição e fabricação de artefatos para pesca e esporte.

f:tribuna

Esta é mais uma forma de agilizar atendimentos sem a necessidade de deslocamentos dos munícipes

 

Com o intuito de facilitar o acesso da população aos serviços ofertados, a Prefeitura de Pinhais lança o aplicativo Atende.net. Esta é mais uma forma de agilizar atendimentos sem a necessidade de deslocamentos dos munícipes.

Por meio do aplicativo, entre inúmeras outras possibilidades, é possível solicitar reparos em vias públicas, trocas de lâmpadas, registrar e acompanhar processos; acessar guias de recolhimento de impostos para pagamento, como por exemplo, o IPTU. Além disso, é possível acessar serviços relacionados à construção civil, meio ambiente e ter acesso a notícias relacionadas à prefeitura. 

O software utilizado foi criado pela empresa IPM Sistemas. Para baixar, pelo computador, basta acessar o site da Prefeitura de Pinhais. Para celulares, baixe o aplicativo Atende.net disponível para iOS ou Android, pela Apple Store ou loja da Google Play.

Depois de baixar, abra o aplicativo e solicite o acesso. Preencha todas as informações necessárias e confirme o cadastro. Acesse seu e-mail e confirme a realização da solicitação de acesso, depois aguarde a liberação do município. Você receberá uma notificação informando a liberação do acesso. Depois faça o login com seu CPF e senha e comece a utilizar o aplicativo.

Importante ressaltar que se o munícipe já possui cadastro no login único do portal Gov.br pode fazer o acesso direto, pois a liberação será automática.

Essa parceria ampliará ainda mais o serviço prestado, garantindo ao cidadão pinhaense, em situação de vulnerabilidade social, o acesso à Justiça e efetivação de direitos

 

A Prefeitura de Pinhais e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de São José dos Pinhais, assinaram nesta terça-feira (15), o Termo de Cooperação Técnica para ampliação do atendimento jurídico à população em vulnerabilidade social do município.

A assinatura do documento ocorreu na sede da secretaria de Educação e teve a presença da prefeita Marli Paulino; da vice-prefeita Rosa Maria; da secretária de Assistência Social, Rosangela Batista, do secretário de Desenvolvimento Econômico, José Martins; da presidente da OAB Subseção de São José dos Pinhais, Adriana Szabelski e integrantes da entidade.

Com a assinatura do documento será possível que o Departamento de Assistência Judiciária e Cidadania de Pinhais realize a triagem da população hipossuficiente e faça o encaminhamento para os advogados inscritos na lista de dativos da OAB/SJP.

A respeito deste tipo de serviço é importante ressaltar que a Assistência Jurídica Gratuita foi criada no ano de 2009, em Pinhais, e atende aos munícipes que necessitam de orientação e acompanhamento jurídico, dentro dos critérios estabelecidos na legislação municipal. Essa parceria possibilitará uma abrangência maior do serviço prestado, garantindo ao cidadão pinhaiense o acesso à Justiça e efetivação de direitos.

A presidente da OAB, Subseção de São José dos Pinhais, Adriana Szabelski, enalteceu a concretização da assinatura do convênio, pois vê que a iniciativa beneficiará os cidadãos nos atendimentos de diferentes áreas do direito, como família, criminal, Lei Maria da Penha, entre outros. “Esse convênio vai permitir inserir o advogado dativa para ele ver a questão do lado social do direito. O profissional verá o lado pessoal do cidadão, porque são pessoas humildes, que não possuem condições, às vezes, até para o seu próprio sustento. Esse é um trabalho que será desenvolvido com muito êxito, porque quem vai sair ganhando será a população que mais precisa, aquele que está à margem da sociedade e isso será feito com muito trabalho e dedicação, pelo município e OAB, onde todos sairão ganhando, com certeza” afirmou a presidente.

A prefeitura Marli Paulino comemorou a assinatura do convênio frisando a importância desta ação. “A assinatura deste termo é um marco para o município que poderá ampliar o atendimento jurídico para as pessoas que estão em vulnerabilidade social e tem esta necessidade. Essa parceria com a OAB é muito importante e o maior beneficiado será o cidadão que terá um serviço para orientação e acompanhamento jurídico”, disse a prefeita.

Essa fase do processo de imunização foi realizada em conjunto com a Secretaria da Segurança Pública do Paraná, a qual organizou a vacinação dos profissionais desta área de todo o Estado.

 

Com início no mês de abril, a imunização dos guardas municipais e agentes da defesa civil foi concluída na tarde da última terça-feira (15), referente à primeira dose da vacina contra a Covid-19. Como parte do grupo de forças de segurança e salvamento, os profissionais foram imunizados no Pavilhão de Eventos do Parque Barigui, em Curitiba.

Segundo o superintendente da Guarda Municipal de Pinhais, Dorival Selbach Júnior, o critério de escolha foi o de idade. “Iniciamos a imunização com os agentes de maior idade e assim sucessivamente. Agora nossos agentes estarão mais seguros para atuar nas ruas de Pinhais, exercendo suas atividades”, explicou. 

Cabe ressaltar que a distribuição das doses seguiu os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde que envia periodicamente novos lotes. Essa fase do processo de imunização foi realizada em conjunto com a Secretaria da Segurança Pública do Paraná, a qual organizou a vacinação dos profissionais desta área de todo o Estado. 

“Conforme o Plano Nacional de Imunização, Pinhais participou da imunização no mês de abril e ontem concluímos a vacinação do nosso efetivo, com a primeira dose. Um momento extremamente importante para o nosso município, para nossos agentes que estão à frente da segurança e em combate às situações de aglomerações, surtos de Covid-19, por exemplo. Tivemos casos de contaminação dentro da Corporação, mas seguimos todos os protocolos, direcionados pela Secretaria de Saúde e conseguimos seguir com as ações, com bastante cuidado e segurança”, ressalta Selbach.

Onde quer que estejam, pessoas idosas, por sua vulnerabilidade, podem ser vítimas de violência. É preciso estar atento a esta situação

 

"A pandemia da Covid-19 está causando medo e sofrimento incalculáveis ​​para as pessoas idosas em todo o mundo. Além de seu impacto imediato na saúde, a pandemia está colocando as pessoas mais velhas em maior risco de pobreza, discriminação e isolamento. É provável que tenha um impacto particularmente devastador sobre as pessoas idosas nos países em desenvolvimento”, afirmou António Guterres, secretário Geral da ONU. A mensagem foi transmitida pelo secretário, no último ano, demonstrando preocupação sobre a situação e para enaltecer o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

A data é celebrada nesta terça-feira, dia 15 de junho, e foi criada para alertar sobre as violações dos direitos dos idosos. O Estatuto do Idoso (Lei 10.741, de 2003) considera violência contra o idoso qualquer ação ou omissão que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico.

Onde quer que estejam, pessoas idosas, por sua vulnerabilidade, podem ser vítimas de violência. Na pandemia do novo coronavírus SARS-coV-2, que expõe o risco de contraírem uma forma grave de Covid-19, vêm sendo recomendado que idosos permaneçam em casa em isolamento social voluntário. Muitos não têm como ser protegidos por familiares e amigos, outros, rejeitam a proteção. O impacto do confinamento, das restrições em suas rotinas ainda não é bem conhecido, mas não se deve perder de vista a possibilidade de negligência nos cuidados de proteção aos idosos diante do risco de contaminação bem como de ocorrência de outras formas de violência.

Nesta pandemia, os idosos tendem ter mais contato com seus familiares e, se estes são violentos, a pandemia aumenta o risco de seu sofrimento por violência doméstica. Eles têm ido menos a consultas rotineiras e em menor contato com profissionais, amigos e familiares, com isso, menos expostos a quem pode identificar sinais de violência sofrida.

O que é violência contra idosos? Reconheça os sinais:

• Há sinais de maus tratos ou negligência no corpo do idoso?

• O idoso demonstra estar desconfortável na presença de algum familiar ou cuidador?

• Um idoso comunicativo tornou-se calado de uma hora para outra?

• O idoso se recusa a fazer atividades que antes eram de seu interesse?

• O idoso responde de maneira inadequada ou desmedida a uma situação cotidiana?

• O idoso passou a apresentar sinais de demência de uma hora para outra?

• Surgiram dívidas em nome do idoso de uma hora para outra, ou seu saldo bancário diminuiu fora de um padrão comum?

• Infecções ou feridas surgiram de maneira inexplicável na região genital?

• O idoso está desidratado, desnutrido, tem descumprido as prescrições médicas ou vive em condições inseguras?

Qualquer resposta sim para alguma destas perguntas deve acender um sinal de alerta.

Onde procurar orientação ou denunciar:

·         Unidades de Saúde do município;

·         Delegacia de Polícia Civil;

·         Disque 100 (Direitos Humanos);

·         190: Polícia Militar (para situações de risco eminente);

·         153: Guarda Municipal.

PUBLICIDADE LEGAL

 

PUBLIQUE SÚMULAS

FALE CONOSCO

[email protected]

(41) 36638447

41-99690-0125

 

CONTATO COMERCIAL

atendimento pelo email:

[email protected]

 

Visitantes

004950769
Hoje
Ontem
Ultima Semana
Ultimos Mêses
Este Mês
Último Mes
Total Geral
674
2590
13638
4923438
48453
70801
4950769

Your IP: 162.158.106.32
Server Time: 2021-07-24 05:40:52

Facebook