O atleta Carlos Gonçalves e o professor Walter Faundez estiveram na sede da Prefeitura e foram recebidos no gabinete da prefeita de Pinhais, Marli Paulino

O jovem pinhaense, Carlos Gonçalves, conquistou medalha de prata no Campeonato Catarinense de Boxe Categorias de Base 2021 realizado neste mês na cidade de Joinville. Recentemente, o atleta e o professor Walter Faundez estiveram na sede da Prefeitura e foram recebidos no gabinete da prefeita de Pinhais, Marli Paulino. Na oportunidade, além da prefeita, também recepcionaram os visitantes, a vice-prefeita, Rosa Maria; a secretária de Assistência Social, Rosangela Batista da Silva Duarte e o coordenador do Centro da Juventude de Pinhais, Vilmar Rodrigues Júnior. 

Segundo Carlos, o esporte trouxe vários ensinamentos para sua vida. “O boxe me ensinou os conceitos de respeito, disciplina e aprendizagem; saber o que é certo e o que é errado e aprender a nunca desistir. Sempre devemos persistir e continuar firmes no objetivo. Uma vez eu ouvi de uma pessoa que eu deveria parar de treinar, porque eu não era bom nisso. Eu respondi que se eu parasse com os treinos aí sim eu não ficaria bom”, comenta Carlos. 

Mas assim como existem aqueles que procuram desanimar, há aqueles que surgem como incentivadores. Neste caso, o professor Walter Faundez. O local que uniu professor e aluno foi o Centro da Juventude de Pinhais, onde Walter dava aulas voluntárias de boxe. “Quando treinávamos no CJ, o Carlos sempre se destacou por demonstrar muito interesse nas aulas. Com a pandemia, tivemos que suspender as aulas. Depois, seguindo os protocolos de segurança, conseguimos retomar os treinos aos poucos em uma academia onde dou aulas”, explica.

Na mais recente conquista da dupla, no Campeonato Catarinense de Boxe Categorias de Base 2021, Carlos foi o vice-campeão na categoria masculino cadete 75 kg. “Como não fazemos parte da Federação Catarinense, participamos da competição como convidados. Foi um ensaio para a seletiva que será realizada aqui no Paraná este mês ainda. Fomos lá e conseguimos a medalha de prata e isso como experiência foi muito bom”, conta o professor.